Jornalistas angolanos já possuem carteira profissional

Á entrega das primeiras 50 carteiras profissionais de jornalista, aconteceu nesta sexta-feira, 19 de fevereiro, três décadas depois, desde que o País proclamou a Liberdade de Imprensa. Pois, aos jornalistas da geração que trabalha desde o período pós-independência até 1985, num acto que foi testemunhado pelo ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem.

Jornalistas recebem carteira profissional - TPA Online Sociedade %
Luisa Rogério na entrega da Carteira Profissional de Jornalista

Para o Secretário do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, a carteira profissional vai fazer com que os jornalistas devem respeitar mais o Código de Ética e Deontologia Profissional sob pena de perderam a carteira.

“O profissional que receber a carteira deve honrar a luta dedicada por vários profissionais que fizeram com que este momento fosse um facto”. Teixeira Cândido alertou também que “daqui para frente vamos fazer um jornalismo que respeite os seus principios e seja respeitado”, garantindo ainda que o Jornalista não pode pautar a pratica e envergonhar a classe “como temos vindo a verificar”, pode encorrer ao risco de ser retida a carteira. 

Já o Jornalista Senior, Siona Cásimo e por sinal o primeiro a receber da mão da a presidente da CCE, mostrou-se regosijado pelo feito, “é um marco na historia do jornalismo Angolano”.  

A outra galardoada da geração dos jornalistas que trabalha desde o período pós-independência até 1985, é Maria Luísa Fançony, que frisou que as responsabilidades dos jornalistas serão redobradas com a recepção da carteira profissional, principalmente no seu caso pessoal pelo facto de “ser uma pessoa que inspira gerações”. 

Luísa Rogério, presidente da Comissão da Carteira e Ética, disse aos presentes que o jornalismo angolano conhece uma nova etapa enquanto profissão e, que jornalismo angolano deixa de ser terreno de todos e de ninguém onde qualquer um se intitula como tal.  “A partir de hoje for portador da carteira profissional de jornalista não será apenas portador de mais um documento, mas sim um profissional comprometido com os princípios deontológicos e éticos”, afirmou. 

Val dizer que a partir de Maio próximo serão entregues outras carteiras profissionais aos jornalistas que começaram a exercer as funções desde os anos 90 até aos dias de hoje.

Por : Tiago Figueira

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria