Associação provincial de Basquetebol de Malanje lança apelo a Sociedade Civil

O Presidente de Direcção da Associação Provincial de Basquetebol de Malanje, Emerson Caholo, lançou ontem, 12/10, um apelo aos Clubes, Instituições Públicas, Privadas e à Sociedade Civil no geral, para que apoiem mais o desporto em especial o basquetebol na província, para que se consiga melhorar os níveis de preparação, organização, competitivo internos e a participação a nível nacional.

Nenhuma descrição disponível.
Atletas e derecção em Malanje

Em declarações à imprensa, aquele dirigente, assegurou que os clubes da província de Malanje, precisam de mais apoios por parte dos empresários, tanto residentes na província e no país, bem como na diáspora, para que possa melhorar a sua participação nas provas provinciais e nacionais.

Emerson Caholo disse que este apelo é para o bem do desporto na província e afiançou que é preciso que haja uma “melhor atenção” ao desporto, principalmente as equipas que praticam ou que pretendam praticar o basquetebol ajudando-as tanto na sua organização interna, como em meios técnicos e financeiros.

“Estamos certos de que com mais apoio as crianças e jovens ingressarão nas fileiras e poderão um dia representar e orgulhar a nossa província a nível nacional e internacional”, precisou.

Conforme avançou Emerson Caholo, nos últimos anos tem sido criada muita expectativa quanto a participação da província em competições nacionais, sublinhou que a participação de equipas sem a devida organização e preparação em competições nacionais é caminho para desastres e isto pode desmotivar os atletas e dirigentes.

Aquele dirigente apontou como uma das principais razões o facto de haver um isolamento tácito entre os clubes, empresários e os dirigentes que deviam criar ligações. Há uma relação “muito desequilibrada” entre os entes afins e os atletas e não só ficam “a mercê da boa vontade dos ex-praticantes que têm dado o seu máximo para passar algum testemunho e apoio, mas que isto não é bastante.

Emerson Caholo, que é dirigente associativo, sindicalista, político e ex-praticante fala com conhecimento da causa que a falta de apoios persiste também porque há fantasmas nas mentes e olhares das pessoas que misturam tudo e vivem de receios, criando sombras aonde não existem e bloqueando passagens para o desporto.

Por isso concluiu apelando à sociedade que faça alguma coisa, porque o desporto, no seu todo, traz sempre alegria ao povo. A adesão dos jovens e crianças é “notável”, admitiu Emerson Caholo, para quem ainda não é satisfatório, porque ainda muitos clubes enfrentam grandes dificuldades, apesar da abertura por parte da Associação Provincial de Basquetebol de Malanje.

Por: Leonardo Ngola e Adão dos Santos

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria