Activista Francisco Teixeira distinguido em Roma

O activista e presidente do Movimento dos Estudantes de Angola (MEA), Francisco Teixeira, foi distingido na semana passada, com prémio de um dos melhores activistas angolanos de 2020, pela Stundant delle Universitá Pontificie di Roma (SUPR), na Itália. A premiação é considerada como uma das maiores distinções para o reconhecimento dos esforços na defesa dos direitos humanos.

Francisco Teixeira : O País têm 5 Organizações de defesa dos estudantes  legalizadas, o MEA é das que não tem ligação ao poder político – Epito  Repórter

O líder do movimento estudantil angolano, em declaração ao Correio da Kianda, disse estar satisfeito com este prémio internacional de “reconhecimento pelo trabalho que estamos a desenvolver na defesa dos direitos dos estudantes angolanos”. E assegurou que vai continuar a lutar por uma educação de qualidade “onde cabemos todos”.

“Vocês sabem que vivemos num país onde existe mais de 3 milhões de crianças fora do sistema de ensino, este prémio vem dar mais forças para continuar a pressionar o estado na melhorias das condições nas escolas públicas e cumprimento das recomendações da UNESCO e parceiros internacionais”.

“Este prémio não é meu é de todos membros do movimento estudantil espalhados em todo país e fora dele”.

Para além de Francisco Teixeira, foram distinguidos pela mesma categoria pela Assembleia Suprema de Estudantes das Universidades Pontifícias Católicas de Roma, como figuras de destaque, entre jovens activistas angolanos no ano de 2020, Dito Dali, Jaime Mc, entre outros.

Fonte: Correio da Kianda

O Apostolado Nas Redes Sociais

Twitter O ApostoladoFacebook Jornal O Apostolado

Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria


Apostolado Divisoria